Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Itajaí divulga boletim mensal sobre dengue, chikungunya e zika vírus

Relatório apresenta dados de casos positivos e suspeitos, notificações e focos do Aedes aegypti
Data de inclusão: 12/03/2021 18:23

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Itajaí, através da Gerência de Controle de Zoonoses, começa a divulgar, neste mês, um boletim epidemiológico sobre a situação da dengue, chikungunya e zika vírus no município. O boletim 01/2021, disponível aqui para download, traz dados registrados no período de 03 de janeiro a 27 de fevereiro de 2021.

O relatório mostra que nos primeiros dois meses do ano Itajaí registrou uma redução de 5% no número de focos do mosquito Aedes aegypti. Foram identificados no período 235 focos do mosquito Aedes aegypti em 16 bairros da cidade. No mesmo período do ano passado, foram identificados 248 focos.

Em relação aos casos positivos de dengue, o boletim epidemiológico mostra que, em janeiro e fevereiro, foram confirmados 07 casos autóctones (transmissão dentro do município), 01 importado (transmissão fora do município) e 01 é indeterminado (sem local provável de transmissão). Além disso, o levantamento aponta a notificação de 148 casos suspeitos de dengue em Itajaí. Destes, 09 foram confirmados, 64 descartados, 60 estão sob investigação e 15 são residentes de outros municípios.

O boletim ainda traz os bairros que com maior transmissão de dengue. Já em relação aos casos de febre de chikungunya e zika vírus, o relatório informa que não houve registros positivos no período.

As informações apresentadas no Boletim Epidemiológico n° 01/2021 - Vigilância entomológica do Aedes aegypti e situação epidemiológica das Arboviroses urbanas: dengue, febre de chikungunya e zika vírus em Itajaí foram extraídas Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), no qual são notificados casos pelas unidades de saúde do município. 

Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2021- Município de Itajaí